terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Geração Obama



No dia do aniversário de seis anos da minha filha, toma posse Obama. Ainda estou pensando em que infâncias podem ser configuradas por um fato político de tal porte. Fico feliz por ser mãe num momento de tanta esperança. Bela coincidência: a maternidade é mesmo uma grande aposta na humanidade.
_Cibbele Carvalho_

9 comentários:

Anônimo disse...

Que Obama que nada. O parabéns é da Pipa, beijão nela!! J.

Claudia Souza disse...

Pois é, e eu que 'tava vendo as imagens da mais recente guerra na Faixa de Gaza e estava concordando com Saramago em que "a Humanidade nao merece ser chamada de Humana". Nao da pra admitir que AINDA existam pessoas, principalmente crianças, morrendo no meio de disparos, seja em Gaza, seja nas favelas brasileiras, seja onde for, quantas forem. Se Obama é uma esperança eu nao sei, mas eu quero ter esperança. Parabéns pra Cecilia, parabéns pro Obama (pelo menos por ser um simbolo). Parabéns pra todas as pessoas que ainda tem esperança e assim resolvem apostar na maternidade/paternidade.

Cibbele disse...

Ah, eu acho que o Obama é uma esperança, sim. Inclusive pra essa infância tão desconfigurada pelo medo:
http://www.nacionapache.com.ar/archives/2637
O link é do blog Biscoito Fino e a massa.

Anônimo disse...

Viva a Ciça !
Adorei a frase sobre a aposta na humanidade, muito lindo.
Beijos,
Fefê

Helê disse...

Parabéns pra vc, Ci, e pra Ciça. Tô contigo, tb achei um privilégio explicar pra minha filha ontem o porquê daquela festa.Uma frase que eu gosto muito: deixemos o pesimismo para tempos melhores.

Anônimo disse...

Parabéns para a Ciça e para a mamãe dela!
Ju Steck

Anônimo disse...

PS.: Eu também acho que é uma esperança. Só a saída do Bush já é bom o suficiente para comemorar, né? Ju Steck

Cibele disse...

Obrigada, Fefê, J. e Clau...
Hahaha...boa Helê!

E se não fossem tantos os motivos para comemorar a posse do Obama, eu já comemoraria a saída do Bush...É claro que o Obama não é o salvador do mundo, será, muito antes, presidente dos EUA e por isso defensor dos interesses do seu país, mas ter um negro, filho de queniano e humanista em posição tão estratégica é de esquentar o coração.

Claudia Souza disse...

Bom, vamos ESPERAR, sempre, né? :-)) E' verdade, so' a saido do Bush ja é muito!! hahaha E se a gente "esquenta o coraçao" ja traz coisas boas. Também amei a frase da Hele!

 
BlogBlogs.Com.Br