quinta-feira, 30 de julho de 2009

Liberdade para os anões de jardim

Nani Dias atrás vi na TV uma notícia no mínimo estranha: Irmã Marcuzzi, diretora de uma Escola Materna aqui de Milão, reclamava o furto dos 7 anões de gesso do jardim da escola. A matéria mostrava Branca de Neve solitária em meio às flores, enquanto a freira indignada pedia aos “ladrões” que devolvessem as estatuetas, pensando na decepção das crianças que, voltando das férias, não as encontrariam.

Passados exatos três dias, eis que o Telejornal noticia de novo o estranho furto e mostra a freira, com um meio-sorriso surpreso, recebendo um cartão postal.. dos anõezinhos… de uma praia no Caribe! O cartão postal vinha assinado pelos 7 anões e pelo M.A.L.A.G – Movimento per la Liberazione delle Anime da Giardino.

7 nani

Fiquei sabendo que na Europa existem vários movimentos de voluntários dedicados a “salvar” os anões de jardim e levá-los para lugares abertos e livres, como bosques, montanhas, etc. Muitas vezes, principalmente quando a “liberação” vira notícia, fazendo-os antes girar pelo mundo em merecidas férias… =)

Parece que esses grupos surgiram inicialmente na França, inspirados pelo filme Amelie Poulin e agora se difundiram por toda a Europa.

Na Alemanha existe a “Frente para o Holocausto dos Anões de Jardim”, mais cruenta. Ao invés de liberar os anões de gesso, o objetivo deste grupo é eliminá-los. Frequentemente são protagonistas de atos clamorosos, como sequestro, decapitação e exposição pública dos restos dos anões raptados…

Aqui na Itália esses grupos têm feito diversas homenagens ao “anão mais famoso do país” o primeiro-ministro Sílvio Berlusconi. Outro que entrou na mira foi o baixinho Renato Brunetta, Ministro da Administração Pública e Inovação.

berlusconimaloremontecajq5

Tem de ter muiiiiiito senso de humor, né? =)

_Claudia Souza_

9 comentários:

Silvia Falqueto disse...

hahahaha, que loucuuuura! Acho que eu preferia entrar nessa frente de extermínio de anões de jardim, porque ô coisinha brega, né? Mas sabe que a freira tem razão? Coitadas das crianças, ela podiam sentir falta. Pelo menos agora ela pode mostrar o cartão pra elas e dizer que eles estão muito felizes passeando. : )

Claudia Souza disse...

Nuuu, bota coisa brega nisso!! ha ha ha Mas é muito engraçada essa história, né? Tô aqui imaginando a freira mostrando o postal pras crianças...

Mauricio J. disse...

hahahaha...legal, Cláudia. Já já criamos uma frente para a libertação de brinquedos que um dia foram importantes e que hoje estão no maleiro bem guardados, como se fossem um ponto de equilíbrio...rs

Anônimo disse...

e olha que os anões são mais felizes, já que ficam cheirando flores...rs

Mauricio J. disse...

este aí de cima fui eu...enviei sem colocar o nome.

Claudia Souza disse...

Ei, J.!! Então, um dos Para Casa que deixei pra Cibbele postar pra mim durante as minhas férias se chama justamente Arqueologia Doméstica e fala sobre esses brinquedos e outros objetos escondidos no fuuuuundo do armário, que a gente até esquece que tem. Vou ver se ela publica ele primeiro de tudo, especialmente pra ti. =) Abração.
Sil (já tô íntima, mas a Cibbele te chama assim sempre!), esqueci de dizer, eu também iria pra Frente de Holocausto com certeza! ha ha ha)

PAULA JUCHEM disse...

adorei adorei! começa com os simpaticos anoezinhos de jardim e acaba com o "simpaticone" berlusconi ! teus textos sempre maravilhosos e a edicao fotografia tb esta de parabens!

Cibele Carvalho e Claudia Souza disse...

kkkk...história hilária! E pelos pingüins de geladeira? Ninguém vai fazer nada?
Beijos
Ci

Cibele Carvalho e Claudia Souza disse...

kkkk...história hilária! E pelos pingüins de geladeira? Ninguém vai fazer nada?
Beijos
Ci

 
BlogBlogs.Com.Br